Historial de Actividades - Produção tomate em MPBIO

No dia 16 de Fevereiro de 2018, deu-se início ao Projecto, visando a produção de tomate em modo de produção biológico, com uma deslocação à Quinta do Montalto, para definição de parâmetros tecnológicos necessários à produção de tomate biofortificado para consumo imediato. 

Concorreu uma deslocação aos campos de produção de tomate para selecção de talhões que serão objecto de biofortificação e caracterização da área de produção recorrendo a técnicas ligadas à agricultura de precisão.

     
    
    

No dia 4 de Maio de 2018, visando a produção de tomate em modo de produção biológico, efectuou-se uma deslocação à Quinta do Montalto, para recolha de amostras de solo visando a respectiva caracterização física e quimica. Procedeu-se ainda a caracterização do solo com recurso à utilização de tecnicas de agricultura de precisão.

        

No dia 18 e 19 de Maio procedeu-se à análise do solo (pH, condutividade, cor, humidade, matéria orgânica e micro e macroelementos nas amostras colectadas no dia 4 de Maio) dos campos experimentais para implementação de um sistema de produção de tomate biofortificado em modo biológico.

        

No dia 18 de Junho procedeu-se à aplicação do correctivo orgânico no solo do campo experimental.

    

No dia 27 de Junho efectuou-se a plantação das diferentes variedades de tomate em talhões, visando a produção de tomate biofortificado em modo produção biológico (MPBIO). Nesta fase as plantas foram tratadas com Calda Bordalesa (2,5 Litros de água e 10 g de calda bordalesa).

         

Nos dias 16-18 de Julho aplicou-se um modelo digital nos campos experimentais (imagens recolhidas no dia 4 de Maio) centrados na biofortificação de tomate em modo biológico (MPBIO) na Quinta do Montalto, produzindo mapas com NDVI e NDRE. 

 

No decurso do desenvolvimento da cultura efectuaram-se, de forma continuada, deslocações ao campo experimental para aferição do desenvolvimento da cultura à data. Na foto abaixo, apresenta-se o aspecto da cultura em 25 de Julho.

        

No dia 27 de Agosto efectuou-se a primeira pulverização, aplicando as diferentes concentrações de zinco, com recurso a produtos adequados ao modo produção biológico nas diferentes variedade de plantas de tomate.

    

No dia 4 de Setembro efectuou-se uma deslocação ao compo experimental para aferição do desenvolvimento da cultura à data. Constatou-se que o tratamento decorrente da aplicação de zinco em concentrações mais elevadas, por oposição aos restantes, apresentava sintomas de stress.

No dia 6 de Setembro efectuou-se a segunda pulverização, aplicando as diferentes concentrações de zinco, com recurso a produtos adequadosao modo produção biológico nas diferentes variedade de plantas de tomate.

No dia 17 de Setembro efectuou-se uma deslocação ao campo experimental para visualização do grau de maturação das diferentes variedades e tratamentos do  tomate biofortificado.

    

No dia 27 de Setembro procedeu-se à colheita de tomate biofortificado para subsequente análise relativa ao indice de biofortificação dos diferentes tratamentos e controlo de qualidade.

    

No dia 28 de Setembro iniciou-se o processamento laboratorial para aferição do controlo de qualidade.

    

Durante o mês de Outubro / Novembro, procedeu-se à preparação das amostras, nomeadamente, para determinação de micro e macroelementos nas diferentes amostras biofortificadas, recorrendo-se à espectrofotometria de absorção atómica e por fluorescência acoplada a raios X. Durante as 2 semanas iniciais de Dezembro efectuou-se a determinação dos índices de biofortificação nos diferentes tratamentos e a aferição de interacções sinérgicas e antagónicas entre os diferentes elementos minerais. Paralelamente, efectuaram-se determinações por microscopia electrónica de varrimento acoplada a raios X e espectroscopia dispersiva de raios X (SEM/EDS) para localização tecidular de micro e macroelementos nutricionais. 

No dia 12 de Junho de 2019 efectuou-se a preparação do terreno para implementação da nova cultura, a qual foi plantada no dia 14 de Junho.

  

No dia 5 de Setembro de 2019 efectuou-se a primeira pulverização, no estrito cumprimento do itinerário técnico de biofortificação para as variedades de tomate em estudo.

Entre 16 e 20 de Setembro a Drª Anna Vukovic, da Josip Juraj Strossmayer University of Osijek - Croácia, deslocou-se aos laboratórios do Departamento de Ciências da Terra da Universidade Nova de Lisboa, para desenvolver e implementar técnicas laboratoriais em tomate biofortificado.

No dia 25 de Setembro de 2019 efectuou-se uma deslocação ao campo experimental para visualização de eventuais alterações morfológicas nas plantas e obtenção de amostras biológicas (raízes, caules, folhas e frutos) para caracterização da cinética de mobilização de micro e macroelementos.

    

Os Professores Dario Itjkic, Boris Ravnjak, Miro Stosic and Tomislav Vinkovic provenientes da Universidade Josip Juraj Strossmayer - Osijek / Croácia deslocaram-se ao Departamento de Ciências da Terra, para troca de experiências , dando particular enfase à produção e controlo de qualidade alimentar. Apresentaram ainda 3 comunicações cientificas com base na investigação que vêm desenvolvendo.

No dia 4 de Outubro procedeu-se à colheita dos frutos biofortificados para subsequente processamento laboratorial para aferição de indices de biofortificação e controlo de qualidade.

  

Em 4 de Outubro de 2019 procedeu-se à colheita das variedades de tomate submetidas ao itinerário de biofortificação em ferro e zinco nos campos experimentais da Quinta do Montalto I e II. No dia 3 de Setembro tive então inicio a análise laboratorial das amostras, aferindo-se os indices de biofortificação dos diferentes tratamentos e determinando-se os respectivos parâmetros de qualidade. Este processo ficou concluido no dia 27 de Janeiro de 2020.

No dia 19 de Maio de 2020 procedeu-se à plantação de tomate para subsequente biofortificação em modo produção biológico.

Em 3 de Julho de 2020 procedeu-se, de acordo com o itinerário previamente definido, à biofortificação das plantas de tomate obtido em modo produção biológico.