Historial de Actividades

No dia 15 de Janeiro de 2018, este Projecto teve inicio com uma deslocação aos pomares de Pera Rocha, para selecção de talhões que serão objecto de biofortificação e caracterização da área de produção recorrendo a técnicas ligadas à agricultura de precisão nas herdades da:

HBIO Lda

   

Ribamaior – Produção e Comércio de Frutas Lda

   

Adicionalmente, na Frutalvor - Central Fruteira CRL, procedeu-se à análise e definição de parâmetros tecnológicos necessários à conservação de Pera Rocha.

     

No dia 27 de Março de 2018, visando a produção de pera biofortificada, durante o periodo matinal efectuou-se uma deslocação à empresa HBIO Lda, para recolha de amostras de solo visando a respectiva caracterização física e quimica. Procedeu-se ainda a caracterização do solo com recurso à utilização de tecnicas de agricultura de precisão.

       

No dia 27 de Março de 2018, visando a produção de pera biofortificada, durante o periodo da tarde efectuou-se uma deslocação à empresa Ribamaior - Produção e Comércio de Frutas Lda, para recolha de amostras de solo visando a respectiva caracterização física e quimica. Procedeu-se ainda a caracterização do solo com recurso à utilização de tecnicas de agricultura de precisão.

        

Entre os dias 16 e 19 de Abril de 2018 procedeu-se a trabalhos de indole laboratorial de carácter analítico (envolvendo determinação em amostras de solos de micro e macronutrientes, cor, pH, conductividade etc.) em diferentes amostras colectadas nos campos experimentais sob coordenação da HBio Lda e Ribamaior - Produção e Comércio de Frutas Lda.

        

No dia 4 de Maio de 2018, no campo experimental sob coordenação da Ribamaior – Produção e Comércio de Frutas Lda e do produtor António Peralta dos Santos efectuou-se uma caracterização recorrendo-se a tecnicas de precisão e delineamento de pulverizações a aplicar considerando diferentes tratamentos.

        

No dia 4 de Maio de 2018, no campo experimental sob coordenação da HBIO Lda efectuou-se uma caracterização recorrendo-se a tecnicas de precisão e delineamento de pulverizações a aplicar considerando diferentes tratamentos.

        

No dia 12 (foto abaixo) e 25 de Maio de 2018, no campo experimental sob coordenação da HBIO Lda efectuou-se a  primeira pulverização considerando diferentes tratamentos.

    

Entre os dias 11 e 15 de Abril de 2018 procedeu-se a trabalhos de indole laboratorial de carácter analítico (envolvendo, em amostras de solos, a determinação de micro e macronutrientes, cor, pH, conductividade, matéria orgânica, humidade etc.) em diferentes amostras colectadas nos campos experimentais sob coordenação da HBio Lda e Ribamaior - Produção e Comércio de Frutas Lda.

    o dia

Em 19 de junho de 2018 efectuou-se uma deslocação ao pomar da Firma HBio para aferição fisiológica das árvores após duas aplicações de solução de biofortificação. Foram efectuadas medições de trocas gasosas foliares e de fluorescência da clorofila a ao nível foliar, em condições de equilibrio dinâmico de fotossíntese. Fizeram-se igualmente recolha de folhas para determinações de fluorescência após adaptação à escuridão e para avaliação de teores de elementos minerais. Em simultâneo procedeu-se ainda ao acompanhamento com um drone (com câmara multispectral acoplada), em vôos de baixa altitude, para alta definição das imagens recolhidas e a processar em termos de Detecção Remota (vôos realizados a 20 m de altura).

        

Nos dias 15 e 29 de Junho (foto abaixo) e 23 de Julho procedeu-se à aplicação de 8 kg/ha de cloreto de calcio (4ª aplicação) em todos os tratamentos das pereiras do campo experimental da HBio, não se tendo visualizado sintomas de toxicidade.

Desde 9 Junho de 2018, nas árvores do campo experimental da empresa Ribamaior – Produção e Comércio de Frutas Lda e do produtor António Peralta dos Santos vem sendo aplicado um Software de processamento de imagem (Agisoft Photoscan), um modelo digital terrestre em 3D (relativo a 15 de Janeiro e 4 de Maio de 2018). Este modelo é construído através de imagens RGB capturadas por uma câmara HD, presente no drone DJI Phantom 4 Pro. Está ainda em curso a análise de imagens multiespectrais, capturadas com câmaras multiespectrais (Sequoia) também incorporada no drone. Pretende-se a análise do estado do coberto vegetal através de índices de vegetação, utilizando bandas na região do infra-vermelho do espectro electromagnético.

    

Entre os dias 16 e 18 de Julho, na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa procedu-se ao desenvolveu-se um modelo digital nos campos experimentais centrados na biofortificação de pera Rocha nas empresas HBio Lda e Ribamaior - Produção e Comércio de Frutas Lda para produção de mapas com NDVI e NDRE (relativas ao estado do pomar em 15 Janeiro, 4 de Maio e 19 de Junho de 2018).

   

Nos dias 11 - 25 de Julho de 2018 procedeu-se a trabalhos de indole laboratorial de carácter analítico (envolvendo determinação, em folhas e frutos colectadas em 8 de Junho / 15 de Junho / 10 de Julho / 20 de Julho, de micro e macronutrientes, cor, etc.) em diferentes amostras colectadas nos campos experimentais sob coordenação da HBio Lda .

    

Entre os dias 23 e 27 de Julho de 2018 efectuou-se a caracterização físico-química da água de irrigação dos pomares, no Laboratório de Hidrogeoquímica do Departamento de Ciências da Terra. Neste enquadramento, procedeu-se à análise dos parâmetros físicos e químicos da água, tais como: CE, pH, Eh, HCO3, Cl, SO4, PO4, NO3, NH4, Ca, Na, K e Mg.

    

No dia 20 de Julho de 2018 efectuou-se uma deslocação ao pomar da Firma HBio para aferição fisiológica das árvores após duas aplicações de solução de biofortificação. Foram efectuadas medições de trocas gasosas foliares e de fluorescência da clorofila a ao nível foliar, em condições de equilibrio dinâmico de fotossíntese. Fizeram-se igualmente recolha de folhas para determinações de fluorescência após adaptação à escuridão e para avaliação de teores de elementos minerais. Em simultâneo procedeu-se ainda ao acompanhamento com um drone (com câmara multispectral acoplada), em vôos de baixa altitude, para alta definição das imagens recolhidas e a processar em termos de Detecção Remota (vôos realizados a 20 m de altura). Procedeu-se ainda à recolha de material biológico para análise de parâmetros laboratoriais.

    

No dia 23 - 27 de Julho efectuou-se a caracterização físico-química da água de irrigação dos pomares dos campos experimentais (Hbio Lda e Ribamaior - Produção e Comércio de Frutas Lda) no Laboratório de Hidrogeoquímica do Departamento de Ciências da Terra. Neste enquadramento, analizaram-se parâmetros físicos e químicos da água, tais como: CE, pH, Eh, HCO3, Cl, PO4, NO3, SO4, NH4, Ca, Na, K e Mg.

    

No dia 9 de Agosto de 2018, no campo experimental sob coordenação da HBIO Lda efectuou-se a  5ª pulverização (800 g / 100L) nos diferentes tratamentos.

    

No dia 4 de Agosto procedeu-se à colheita dos frutos biofortificados para análise laboratorial e conservação em câmaras frias durante 5 meses.

    

Após o dia 5 de Setembro procedeu-se ao trabalho loaboratorial visando a definição da qualidade e a aferição do indice de biofortificação dos diferentes tratamentos.