Gestão de resíduos de construção e demolição

Docentes:

  • Graça Martinho - FCT UNL
  • Grandão Lopes - LNEC
  • Mário Ramos - FCT UNL
  • Patrícia Ferreira - REITORIA UNL

Objetivos da unidade curricular

Introduzir a temática da gestão dos resíduos de demolição e construção no processo da gestão da construção e da reabilitação sustentável dos edifícios. Evidenciar a necessidade da reciclagem, valorização e reutilização dos resíduos da construção, nomeadamente nos trabalhos de reabilitação. Avaliação ambiental do processo da gestão de resíduos.

Programa da unidade curricular

  • 2.3.a - Gestão de resíduos de construção e demolição – RCD (política comunitária e nacional em matéria de gestão de RCD; lista europeia de resíduos; quantidades e composição dos RCD; triagem na fonte; processos de reciclagem e valorização; importância da demolição seletiva).
  • 2.3.b - Amianto (tipos de amianto, sua aplicação e problemas de saúde associados; diagnóstico, inventariação, avaliação de riscos e solução; exemplos de aplicação; legislação; metodologias de intervenção e segurança; materiais alternativos).
  • 2.3.c - A experiência da indústria da construção (exemplos práticos).

Bibliografia recomendada

Llatas, C. (2011): A model for quantifying construction waste in projects according to the European waste list. Waste Management, Vol. 31, Issue 6, pages 1261-1276. http://doi.org/10.1016/j.wasman.2011.01.023

Melo, Aluísio; Gonçalves, Arlindo; Martins, Isabel (2011): Construction and demolition waste generation and management in Lisbon (Portugal). Resources, Conservation and Recycling, Vol. 55, Issue 12, pages 1252-1264. http://doi.org/10.1016/j.resconrec.2011.06.010

Diretiva 97/56/CE, 20 de Outubro de 1997        

D.L. 264/98, 19 Agosto

D.L. 6/2001 de 5 de Maio, revisto pelo Decreto regulamentar nº76/2007 de 17 de Julho

Resolução Assembleia Republica nº32/2002

Resolução Assembleia Republica nº24/2003

D.L. 101/2005, 23 Junho

D.L. 266/2007, 24 Julho

Lei 2/2011, 9 Fevereiro

Portaria 40/2014, 17 Fevereiro

Administração Central do Sistema de Saúde, IP, Unidade Operacional Normalização de Instalações e Equipamentos – ACSS (2008): Guia para Procedimentos de Inventariação de Materiais com amianto e ações de controlo em unidades de Saúde, G03/2008, V.2011, ISSN: 1646-8228;

Comité de Altos Responsáveis da Inspeção do Trabalho - CARIT (2006): Guia de boas práticas para prevenir ou minimizar os riscos decorrentes do amianto em trabalhos que envolvam (ou possam envolver) amianto, destinado a empregadores, trabalhadores e inspetores de trabalho,.

Direcção-Geral da Saúde, Fichas Técnicas sobre Habitação e Saúde – 3.9 Amianto na Habitação e Doenças Respiratórias

Proença, Maria do Carmo (2004): Exposição ao amianto, Instituto de Desenvolvimento e Inspeção das Condições de Trabalho (55 págs.), ISBN 972-8321-67-8/ Área Agentes Perigosos | Série Divulgação/2004 - N.º 18

Administração Central do Sistema De Saúde (ACSS), 2008: Guia para procedimentos de inventariação de materiais com amianto e ações de controlo em unidades de saúde. G03/2008. ACSS, (28 págs.). Lisboa. ISSN 1646-8228.

Comité de Altos Responsáveis da Inspeção do Trabalho (CARIT)2006: Guia de boas práticas para prevenir ou minimizar os riscos decorrentes do amianto em trabalhos que envolvam (ou possam envolver) amianto, destinado a empregadores, trabalhadores e inspetores do trabalho. Inspeção-Geral do Trabalho, (156 págs.). Lisboa.

PEREIRA, Liliana (2008): Amianto: Medidas para a implementação de um plano de controlo num edifício. Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, (113 págs). Caparica. Dissertação de Mestrado.

Métodos de avaliação

Trabalhos previstos em 4.1 ou 4.2.